A mulher de cada signo – Virgem


Virginiana é difícil de definir. Mas é gostoso conhecer e tentar entender essa mulher. Acho que a virginiana é a mulher mais perfeccionista que existe. Para ela não existe “meio certo”, tudo tem que estar muito certo.

A felicidade de uma virginiana é uma vida nos eixos, tudo seguindo o fluxo natural. Ela gosta das coisas bem feitas. E não vai ter paciência para te ver fazendo errado: ela apenas pega e faz ela mesma.

Ela não gosta de dúvidas, é adepta das certezas. E isso tanto na vida profissional como amorosa. Mas principalmente na amorosa. Porque para a virginiana está fora de questão aturar gente que não sabe o que quer da vida. Então ou tu estás 100% com ela, ou tu não terás nada dela.

Ao mesmo tempo a virginiana é muito indecisa com outras coisas.

Decidir o sabor de sorvete? Decidir o restaurante? Decidir qual série ver? Decidir a música preferida? Isso é tortura para ela!

A virginiana talvez seja a mulher mais amiga que tu vais conhecer. Ela está sempre disposta a ajudar, o tempo todo, quando tu precisares. Não existe momento ruim, ela é aquela amiga que tu sabes que podes ligar de madrugada chorando: Ela vai te atender e correr para te dar um abraço.

O que acho ruim na virginiana é que ela às vezes trabalha/estuda muito e fica sem tempo para mais nada. Uma pena.

Ela é incrível, só precisa viver mais.

Mentir para uma virginiana é quase sempre uma perda de tempo, e como ela não se esquece de nada, também pode significar perdê-la para sempre da tua vida. Ela vai somar pequenos detalhes que tu pensavas ser quase impensável alguém conseguir detectar e vai descobrir facilmente o que mais ninguém descobriria.

Ela é tão transparente, não tem paciência para joguinhos, detesta quem não vai direto ao assunto com ela é tudo certeiro, certinho, na medida certa. Tem que saber equilibrar tudo para conseguir entreter essa garota, que vê graça só no que quer e não tem medo de dizer o que pensa na cara. É uma mulher organizada, quando se sente insegura sobre alguma coisa não relaxa até se sentir segura. Porque ela é assim, tudo cronometrado, nos conformes e não ouse sair da linha com ela. Tranquila demais para sentir ciúmes por coisa boba, confia demais em si mesma. Porque ela tem aquele sexto sentido aguçado de saber exatamente em quem está ali para ela e quem não está.

A virginiana é uma mulher quieta, na dela, mas se você der intimidade, ah amigo, quero ver você fazer ela parar de falar. E quando fala, ela vai conquistar, porque ela não vai precisar gostar das mesmas coisas que você, inclusive ela vai te mostrar as coisas dela e você vai pensar “ela? Gosta de coisas assim?”, porque ela é tudo aquilo que você não vai achar por aí, ela vai somar tanto na sua vida que quando ela se afasta um pouco você vai se sentir meio perdido.

Ela vai fazer o diálogo perfeito na cabeça dela um milhão de vezes, vai pensar e repensar se enviará ou não a mensagem, vai pesquisar bastante antes de te entregar algo, porque essa garota é perfeccionista até sem querer. Sabe a hora que vai acordar, como que o café tem que estar e todos os passos durante o dia até se deitar. Não é por mal, é que ou tudo sai do jeito que ela quer, ou ela simplesmente nem começa nada. Quando quer alguma coisa ela não desiste até conseguir, porque meu amigo, se ela quer ela vai conseguir nem que fique anos fazendo planos para achar a forma certa de o conseguir.

Ela é a mistura perfeita de menina e mulher. Preocupada, cuidadosa, livre e dona de si. Ela é virginiana, rapaz, toda regrada esperando alguém especial que a tire do eixo perfeito que ela mesma criou em torno de si.

Texto por Hudson Baroni