As delicias da vida de solteira


É sexta-feira e eu não tenho um plano. Se quer saber a verdade, eu não sei se quero ter um plano, uma expectativa ou vontade. Ter algo significa ter que cuidar, e eu não estou a fim de tal trabalho. Aliás, ando fugindo de tudo aquilo que me dá muito trabalho. Facilidades andam mais interessantes, meu amor!Não são nem 7 am e os grupos do whatsapp já estão devidamente atualizados. Da esteira da academia eu vejo as possibilidades e chego à conclusão que nada do que está ali me interessa de fato. Dizem que estou velha mas, sendo sincera, estou apenas cansada. Sair por aí buscando mais uma boca para beijar para satisfazer não está alinhado com as minhas expectativas de facilidades. Ando querendo conhecer gente. Por onde andam as pessoas interessantes? As pessoas que não querem só essa coisa moderna de beijo, abraço, amasso, cama e tchau!

Corro por alguns minutos, música boa no fone de ouvido e um olho na TV passando as olimpíadas. Em paz, sem olhar as expectativas dos grupos do whatsapp, me senti plena. Talvez tenha atingido o ápice da boa vida de solteira. Não preciso de programação para sair de casa e muito menos falta de companhia para abraçar meu sofá. Se o moço mandar mensagem, vou ficar feliz, se ele decidir não mandar, eu vou deixar como está. Se a turma quer uma festa que eu não quero, o “não” sai sem culpa. Não é a turma de amigas, é a vontade falando mais alto.Essa coisa de viver um dia por vez faz a gente ser mais feliz, sabe? Um momento por vez e descobrimos que intensidade é viver o presente. Não é ser conformada com aquilo que lhe foi dado, mas aproveitar disso da melhor maneira.Existe a opção de sair de casa, mas existe também o modo avião do celular. Sexta-feira será o meu date com esse modo tão em paz. Sem expectativa de mensagem na tela ou atualização entediante das redes sociais. Hoje eu vou chegar do dia de trabalho e levar o cachorro passear. Vou, também, tomar um banho quente, colocar o pijama mais confortável e ir para a cozinha preparar o jantar. Vou abrir meu vinho preferido e, como num passe de mágica, ligar a TV e depois de um tempo desligar no sofá.Ser solteira é também optar por vinho e sofá.

 

Fonte: Positividade