E porque não, lírios?


O brilho dos seus olhos me fazem ver alem da realidade, sentir uma saudade dos nossos momentos que estão gravados em mim, eles me fazem viajar ate uma terra distante e desconhecida, um lugar maravilhoso, e quando acordo, percebo que em seus braços estou.
Nos seus braços, eu me sinto segura, lugar que eu não quero abandonar jamais, braços fortes que irradiam calor, sensação que faz a pele se arrepiar.
Pele macia, toque suave.
Presente em cada instante,
em cada momento,
em cada pensamento.
Realidade versus ilusão.
O que será isso?
Sentimento.
Sim, sentimento!
Mas, qual sentimento?
Quem dera, se o vento pudesse trazer todas as respostas…
Quem dera se a vida fosse fácil, se tudo fosse um mar de rosas…
Rosas?
E porque não, lírios?